NOTÍCIAS


03

Ago
2018

Inovação

Projetos de inovação no país receberão US$ 1,5 bilhão de financiamento do BID

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), vinculada ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) assinaram nesta quarta-feira (1º), a primeira operação de US$ 703,6 milhões para o programa “Inovar para Crescer”. Do montante total da operação inicial, o BID financiará US$ 600 milhões, e a Finep entrará com US$ 103,6 milhões.

O empréstimo faz parte da linha de crédito condicional para projetos de investimento de US$ 1,5 bilhão para o Brasil, destinado a aumentar a produtividade das empresas brasileiras por meio de mais investimentos privados em inovação. É a primeira vez em que ocorre o aporte nesses moldes.

Segundo a Finep, esses recursos serão disponibilizados para empresas de diferentes setores na área de inovação - projetos incluídos no Plano de Desenvolvimento e Inovação da Indústria Química (Padiq) e no Plano de Desenvolvimento, Sustentabilidade e Inovação do Setor de Mineração e Transformação Mineral (Inova Mineral). Setores como os de biocombustíveis avançados, saúde, agronegócios e tecnologia da informação e comunicação também serão beneficiados.

A operação aprovada pelo Senado era negociada desde 2017 e é a maior que a Finep já captou no exterior. No caso de as diferentes parcelas do total de US$ 1,5 bilhão serem executadas antes dos períodos pré-estabelecidos, a Finep será autorizada a adiantar a aplicação do restante dos recursos previstos para os anos seguintes.

CCT

A assinatura da operação de financiamento foi realizada durante a reunião do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CCT), entidade vinculada ao MCTIC que reúne representantes de entidades científicas e de pesquisa, empresas públicas, universidades e órgãos de fomento à pesquisa e inovação.

“É um momento muito importante para a ciência brasileira. É uma reunião que dá visibilidade às demandas da comunidade científica. A ideia dessa reunião é dar a palavra a membros da comunidade científica e estabelecer um diálogo, consolidar propostas e definir metas e perspectivas para o futuro em relação à ciência, tecnologia e inovação”, afirmou o ministro Gilberto Kassab.

No encontro, representantes da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) expuseram as demandas da comunidade científica. Também foram anunciadas as indicações de 80 cientistas e pesquisadores para a Ordem Nacional do Mérito Científico, premiação que reconhece personalidades de destaque na ciência e tecnologia. A Ordem do Mérito Científico, que não era entregue desde 2013, foi reativada pelo MCTIC, e a premiação deve ocorrer em outubro.

Fonte: Ministério das Ciência, Energia, Inovações e Comunicações


Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações